Piscina aquecida: tudo o que você precisa saber

Optar por uma piscina aquecida é uma ótima solução para quem deseja aproveitá-la não apenas nos dias quentes, mas durante o ano todo.

Com o inverno chegando, já está na hora de iniciar as obras para poder aproveitar o luxo da piscina aquecida durante as baixas temperaturas.

Pretende aproveitar a praticidade de uma piscina aquecida esse ano? Já é hora de começar a construir!
Pretende aproveitar a praticidade de uma piscina aquecida esse ano? Já é hora de começar a construir!

Antes de tomar essa decisão, é preciso avaliar algumas questões, como sistemas de aquecimento, os gastos a curto, médio e longo prazo, e os cuidados necessários que uma piscina aquecida requer.

A gente te explica tudo direitinho! Vamos lá?

Sistemas de aquecimento

Há várias opções de sistemas de aquecimento para você que deseja construir uma piscina aquecida ou aquecer a que já tem em casa. Confira a seguir:

Aquecimento elétrico: também não gera poluição, e além disso é compacto, não ocupando muito espaço. A desvantagem é que requer muita energia elétrica, o que encarece a conta mensal, tornando-o o sistema mais caro.

Aquecimento a gás: esse sistema eleva rapidamente a temperatura da água, e tem maior custo-benefício em relação ao sistema elétrico. No entanto, sua instalação ocupa muito espaço e necessita de um cômodo separado com algumas especificações, além do aval do corpo de bombeiros. Ainda assim, esse é geralmente o sistema mais utilizado.

Aquecimento por placas solares: esse método não faz uso de energia elétrica e é sustentável, porém tem um custo elevado de instalação. Além disso, como faz uso da energia solar para gerar aquecimento, não exerce sua função em dias nublados ou de chuva. O ideal nesse caso é optar pela complementação dessa forma de aquecimento através do aquecimento elétrico.

Cuidados gerais

A limpeza da piscina aquecida precisa ser feita com mais frequência do que na piscina comum.

O filtro e o sistema de aquecimento precisam de uma limpeza mais rigorosa. Além disso, ela demanda maior abastecimento de cloro e um controle mais severo do pH da água, o que pode ser feito através do método de ionização.

O mais indicado é optar pelo aquecimento intermitente ao invés do aquecimento constante. Dessa forma, se gasta menos combustível, e a piscina é aquecida apenas quando for utilizada.

Foto de piscina com borda infinita, construída à beira da Represa Jurumirim em Avaré/SP. Projeto da equipe de Arquitetura Elizabeth Kleindienst.
Foto de piscina com borda infinita, construída à beira da Represa Jurumirim em Avaré/SP. Projeto da equipe de Arquitetura Elizabeth Kleindienst.

Uma alternativa possível para reduzir os gastos com a piscina aquecida é optar pela instalação de uma cobertura.

Assim, se reduz consideravelmente a perda de calor, e consequentemente os gastos para gerar o aquecimento. No entanto, é importante ressaltar que essa escolha faz perder o charme de uma piscina integrada ao paisagismo.

Quer iniciar as obras da sua piscina aquecida? Entre em contato conosco e solicite um orçamento.