Parede de Vidro no lugar das janelas: Nova tendência na arquitetura

Os projetos arquitetônicos tradicionais desenham janelas comuns, como estamos acostumados. E se de repente escolhêssemos colocar paredes de vidro no lugar delas? Já sei: você pode pensar que o custo sairá muito maior. Não caia nessa! Confira as dicas de como fazer um trabalho elegante e com valores que sejam compatíveis ao seu orçamento.

Com a parede de vidro há sobra de espaço

 

Sabe aquela sensação “clean” de espaçamento no ambiente? Então, este é um dos efeitos causados pela colocação das paredes de vidro no estabelecimento. Ela se torna um objeto que integra o visual interior e exterior, ampliando a visão panorâmica de quem está do lado de dentro do cômodo. Desta forma, os lugares parecem mais extensos, pois não demonstram terminar onde de fato se limitam pelas vidraças. No exemplo abaixo, a parede se mistura com o jardim do lado de fora e não impõe uma divisa demarcada.

Ventilação

Um dos aspectos importantes a serem favorecidos é a ventilação do local. Neste sentido as folhas de vidro devem ficar mais expostas. É importante também que tenha ventilação cruzada, quando for possível, a abertura em paredes opostas.

Estética

Da perspectiva externa as paredes de vidro geram uma antítese entre as partes mais expostas e mais escondidas. Este contraste é visualmente mais agradável do que elementos quadrados configurados pelas janelas.

Custo-benefício

Ainda que o vidro seja um material mais caro em detrimento a uma parede mais simples, pode sair mais em conta do que o esperado. Isso ocorre porque uma janela grande bem feita com caixilharia pede um reforço na parede para que a peça seja encaixada com êxito. Já as mais baratas, têm um material de menor qualidade e tamanho menor. É possível encontrar o vidro por uma variedade de preços proporcionando um design marcado pela leveza.