A arquitetura e o clima

A arquitetura desempenha um papel importante no desenvolvimento de nossa sociedade. Estratégias e técnicas na construção permitem uma imensa evolução no desenvolvimento dos centros urbanos e com isso, um grande desafio perante as alterações climáticas.

O clima já não é mais o mesmo e precisamos nos adaptar. Em vista disso, nós arquitetos e engenheiros, precisamos nos atualizar em relação às novidades do mercado.

Qual é a relação entre clima e arquitetura?

As temperaturas estão cada vez mais imprevisíveis e uma moradia deve ser construída para atender essa demanda. Novas tecnologias auxiliam para usufruir ao máximo do clima onde você mora, sempre respeitando a sustentabilidade e o uso consciente do espaço urbano.

Economia no consumo de água e energia e aproveitamento total das técnicas construtivas e equipamentos focados para esta necessidade.

Como um clima quente e seco interfere na construção civil?

As construções em temperaturas quentes devem priorizar a ventilação natural e a proteção solar , por exemplo, com beirais mais largos, brises, fundamentais na garantia do conforto ambiental. Soluções que criam um ambiente sustentável em que a redução do consumo de energia elétrica é uma de suas principais vantagens.

 

 

 

E o inverno?

Partindo para o outro extremo, os climas frios também interferem em uma obra. O isolamento térmico é fundamental. Sua principal função é manter o ambiente interno aquecido e fazer com que o calor gerado não se desperdice para o exterior.

A construção dos telhados das residências também necessita de cuidados especiais, mantas térmicas a fim de isolar o frio. As portas e janelas também com proteção para evitar a troca de calor. Da mesma forma, paredes mais grossas e revestimentos especiais auxiliam na preservação do calor interno.

O cuidado com a natureza e o consumo consciente de seus recursos asseguram o bem-estar de todos e o futuro das próximas gerações. Analisamos sempre os fatores regionais de nossos projetos para obter soluções eficientes para ter o máximo de aproveitamento do clima onde a construção será feita.

Venha até o nosso escritório planejar o seu sonho! Ficaremos felizes em recebe-lo(a)!

Podemos afirmar que as áreas verdes desempenham importante papel em nosso convívio, principalmente nas grandes cidades, onde o asfalto e grandes construções são a maioria.
É comprovado que a falta do verde contribui para uma qualidade de vida inferior, o que infelizmente não se resume apenas à preservação ambiental, mas que também afeta diretamente o apelo estético de um determinado lugar.


Via: florevidafloricultura

Com o crescimento urbano, que ocorre sem planejamento, os moradores vêm procurando meios de trazer para perto de si o verde que um dia foi naturalmente parte integrante desses espaços.
O paisagismo e a jardinagem marcam presença com funções distintas e estão intimamente ligadas.

O arquiteto e paisagista planejamento a criação do projeto, gestão e preservação de espaços livres, que podem ser internos ou externos, públicos ou privados. A principal função é promover a integração do homem com a natureza de uma maneira estética, funcional e que, acima de tudo, proporcione qualidade de vida e está intimamente ligada à arquitetura, envolvendo criação artística e design.

A jardinagem, por sua vez, consiste em um conjunto de técnicas usadas no plantio e manutenção de jardins. Vale lembrar que o paisagismo atua de forma mais ampla que a jardinagem e vai muito além dos jardins internos e externos de ambientes diversos. Pode-se dizer que o trabalho do arquiteto e do paisagista é multidisciplinar, englobando não só projetos de jardins, parques e praças urbanas, mas também planos de desenho urbano e de restauro, requalificação e preservação do ambiente da cidade. Além disso, é essencial em planos urbanos e de estudos de manejo ambiental regional, propostas de tratamento paisagístico de vias urbanas e autoestradas. Projetos de recomposição paisagística em escala territorial, programas de educação ambiental e criação de parques nacionais e reservas de proteção a ecossistemas ameaçados.
Afinal de contas, viver em um ambiente verde, além e ser lindo, é extremamente importante termos o contato com a natureza.

Venha tomar um café com a gente e deixar sua casa mais verde e florida.

 

Além de arranjos de flores nos ambientes, criar uma atmosfera colorida e alto astral na primavera cheio de cores e com frescor para os dias ensolarados. Com a chegada da primavera, o clima do lado de fora se transforma completamente. Dentro de casa, primeiramente fazer pequenas mudanças para entrar no mesmo clima da estação vale super a pena!

Abaixo, algumas sugestões de como deixar a decoração no clima porque nada melhor que passar a primavera com estilo:

Cores na parede

Mudar a cor de uma das paredes adicionando tons alegres e vibrantes transforma completamente a decoração deixando assim um ambiente mais vivo. Mais práticos, os papéis de parede desempenham bem essa função.

(Foto: Sidney Doll)

Almofadas

O acessório é uma alternativa ótima para mudar a decoração gastando pouco. Uma dica entretanto é trocar as capas das almofadas por modelos com cores mais claras e pequenos detalhes da natureza. Com tamanhos variados, escolhendo tons de amarelo e verde e estampas botânicas para a sala dando uma bela harmonia.

Cortinas

Permitir que a luz do sol entre nos ambientes, deixando assim espaços mais aconchegantes, vale investir em cortinas de tecidos leves e claros. Elas permitem suavidade da luz natural. Aposte em linho, voil, gaze de linho, seda e organdi.

Floresta urbana

Na varanda ou dentro de casa, a tendência das florestas urbanas, com a casa de plantas, criando um refúgio particular – ótimo antídoto às rotinas estressantes.
Usar variedades de plantas como ficus lyrata, filodendros, palmeiras chamaedoreas, pata de elefante, clusias, evônimos e buxus, por exemplo. É ótimo criar uma conexão com a natureza no lar, seja em varandas, quintais, ou até mesmo num jardim vertical na sala de estar. O importante é ter criatividade e procurar as espécies e tamanhos que combinem e funcionem em cada espaço.

Flores

As flores não podiam ficar de fora! A marca registrada da primavera, dão um up na decoração. Para criar os arranjos florais, é preciso ficar atento ao estilo da decoração e avaliar as condições do ambiente em relação a ventilação, intensidade de sol, sombra, etc. Em ambientes como a sala, por exemplo, é mais fácil brincar com as cores das flores. Já em espaços com tons vibrantes, o ideal é apostar em espécies neutras. Entre as mais usadas nos arranjos estão gérberas, orquídeas, lírios e camélias.

Você também ficou com vontade de deixar a sua casa com a cara da primavera?
Venha até o nosso escritório para deixar seu dia a dia mais florido!

Depois do estilo industrial, a tendência da vez em arquitetura e decoração é o estilo escandinavo.

Características desse estilo

O estilo escandinavo nada mais é do que uma decoração clean, minimalista, natural e aconchegante, com linhas sóbrias, e acabamentos de alta qualidade, cores neutras que transmitem simplicidade e conforto.
Geralmente são cômodos práticos, funcionais e bonitos. Ambientes elegantes e modernos, que misturam com elementos clássicos.

 

Estilo Escandinavo

É preciso contextualizar o estilo escandinavo. As referências de alta qualidade são países como Noruega, Suécia, Finlândia, Dinamarca e Islândia. Esses países tem em comum o clima, os dias mais curtos e quase sempre nublados, o que demanda cores claras, que trazem luz para os ambientes.

O design escandinavo teve início por volta do ano de 1897, com a Exposição de Artes e Indústrias de Estocolmo, mas seu auge foi alcançado na década de 1950. Entre os artistas que representam o estilo estão: Louise Campbell, Hans Wegner, Eero Saarinen, Arne Jacobsen, Verner Panton e Nanna Ditzel.

 

A importância das cores

As cores são um ponto chave desse estilo, as cores que refletem luz são importantes para deixar os ambientes mais claros, independentemente da iluminação “de fora”. O ideal são cores neutras e sóbrias, como branco, bege, nude e off-white. O cinza e o rosa millennial também são essenciais.

 

Materiais e elementos naturais

Outra característica marcante é a referência ao natural, por isso é comum encontrar algumas plantas e elementos de madeira, pedras, lã e algodão.

 

Atenção aos detalhes e na alta qualidade

 

É comum que projetos com o estilo escandinavo tenham ambientes integrados, como a sala e a cozinha.
Tão importante quanto a escolha do sofá é a escolha dos eletrônicos e eletrodomésticos, que vão estar sempre visíveis. Parece um detalhe, mas faz toda a diferença. Nesse sentido, o estilo pede, produtos em aço inox, que combinam muito com essa tendência.

 

Quer deixar a sua casa ainda mais linda? Faça-nos uma visita!

Você já ouviu falar sobre “O que é o Plantscaping?”

 

A rotina da população está cada vez mais agitada, e muitas pessoas acabam se afastando da natureza. Porque os horários são muito curtos entre uma folga e outra do dia-a-dia.

Estima-se que as pessoas fiquem, atualmente, cerca de 90% do dia em ambientes fechados, principalmente em escritórios, trabalhando.

A maioria dos interiores empresariais não é adequadamente planejado para receber jardins ou sequer vasos de plantas. E isso pode ser algo ruim tanto para a saúde quanto para a produtividade dos empregados.

Uma forma das empresas melhorarem sua eficiência, é investir em um bom planejamento de ambiente.

Nesse sentido, um nicho de trabalho que vem crescendo no mundo corporativo, e se tratando do gerenciamento de instalações, restaurantes, lojas e escritórios, há uma forte tendência em voga na arquitetura, que é a prática do Plantscaping.

 

Entretanto Plantscaping é um tipo de estratégia que a arquitetura usa para acrescentar o verde em suas propostas. É uma combinação de arte, design, psicologia ambiental e técnicas de cultivo. É um jeito criativo de imitar o ambiente natural e emitir as sensações mais agradáveis e aconchegantes.

Um café em uma loja com o Plantscaping implantado. (Fonte: Pinterest)

O Plantscaping na decoração de interiores

 

Trata-se de unir a natureza com os interiores, com o propósito de fornecer a melhor qualidade de vida, podendo cuidar de ambientes de recreação, comércio e aprendizagem. É preciso saber que as plantas são ótimas para reduzir a umidade, extrair o excesso de calor e melhorar a qualidade do ar e a acústica dos ambientes.

Pesquisadores comprovam que a produtividade e a criatividade das pessoas aumentam quando estão em meio a natureza, e menos índices de depressão e estresse ao longo de sua vida profissional.

Com isso, é preciso considerar o impacto das plantas em espaços empresariais em usuários.

Um restaurante que aplicou também o Plantscaping.

 

Ficou interessado? Entre em contato conosco e deixe seu dia a dia mais florido!

Para dar andamento a uma construção não é necessário escolher entre um engenheiro ou um arquiteto: você pode ter os dois ao seu lado pra somar suas habilidades e especialidades em prol da sua obra.

Com ambos os profissionais exercendo suas respectivas funções, as chances de uma obra mais completa é muito maior.

O arquiteto tem como função enxergar e fazer um bom uso do espaço. É seu trabalho fazer com que a obra fique de acordo com o que o seu cliente deseja, de forma que cada metro quadrado seja aproveitado de forma inteligente.

Com isso é possível fazer uma boa distribuição dos cômodos, garantindo que não haja o risco da falta de proporção e tamanhos entre um cômodo e outro.

Essa boa divisão também favorece a divisão da casa de maneira que a parte íntima (como os quartos) não fique comprometida pela parte recreativa, como salas de estar e jantar e áreas gourmet, por exemplo.

É a função do arquiteto cuidar da parte estética do projeto, conciliando boa ventilação, iluminação e outros aspectos que irão garantir o conforto, segurança e bem estar dos seus futuros habitantes.

Esse profissional também fica encarregado de resolver a parte legal do projeto, lidando com leis do município como o plano diretor, código de obras/edificações e código de posturas, entre outros.

Além disso, é também sua função planejar projetos complementares de paisagismo e decoração, por exemplo, e fazer o acompanhamento na escolha e aquisição de materiais de acabamento.

Fica a cargo do arquiteto fazer um bom uso do espaço e cuidar da parte legal e estética do projeto, entre outros aspectos
Fica a cargo do arquiteto fazer um bom uso do espaço e cuidar da parte legal e estética do projeto, entre outros aspectos

O engenheiro, por sua vez, fica encarregado de executar os projetos complementares com projetos estruturais, cobertura e estruturas metálicas, projetos de elétrica e hidráulica.

Quanto necessário, o engenheiro também trabalha com projetos de proteção e combate a incêndios.

Dê preferência por engenheiros que já tenham trabalhado previamente em conjunto com arquitetos, para assim colocar sua obra nas mãos de profissionais que trabalhem em harmonia para construir seu projeto completo e com eficiência.

O engenheiro fica encarregado de conciliar os projetos complementares com projetos estruturais, cobertura e estruturas metálicas, projetos de elétrica e hidráulica, entre outros
O engenheiro fica encarregado de conciliar os projetos complementares com projetos estruturais, cobertura e estruturas metálicas, projetos de elétrica e hidráulica, entre outros

Tanto um profissional quanto o outro podem ser responsáveis pelo gerenciamento da obra, e ambos devem acompanhá-la para evitar gastos desnecessários e possíveis erros durante a construção.

Com uma equipe completa e uma boa aliança entre profissionais competentes, fica mais fácil você alcançar o projeto dos seus sonhos. Entre em contato conosco hoje mesmo e solicite um orçamento!

Com a chegada do inverno, não há nada como ter um espaço aconchegante para curtir o inverno em casa, não é?!

Seja para curtir um filminho em família ou para receber os amigos para um jantar, ter um ambiente receptivo e agradável nessa época do ano faz toda a diferença!

Continue conosco e confira a seguir algumas dicas e tendências para deixar sua casa com a essência do inverno!

Abuse das cores quentes

Se você tem preferência por tonalidades mais quentes, essa é a hora de apostar nelas!

Cores claras normalmente trazem uma sensação maior de arejamento e iluminação, enquanto tons mais escuros passam sensações calorosas

Para um ambiente mais aconchegante, aposte em tons quentes
Para um ambiente mais aconchegante, aposte em tons quentes (Fonte: Casa Vogue)

Confira aqui as tendências de cores em decoração para o inverno desse ano. Há muitas opções versáteis e elegantes, capazes de deixar seu cantinho mais acolhedor.

Use a iluminação a seu favor

Como sabemos, a iluminação também é uma parte crucial da decoração.

Em dias mais frios, normalmente optamos por cômodos mais escuros (Fonte: Huisjekijken)
Em dias mais frios, normalmente optamos por cômodos mais escuros (Fonte: Huisjekijken)

Uma iluminação mais forte e clara traz maior sensação de arejamento, então uma opção interessante é ter em casa um sistema de iluminação que possibilite o controle da intensidade da luz. No inverno normalmente optamos por cômodos mais escuros.

Concilie tecidos para um toque final elegante

Tapetes, cortinas, mantas e almofadas são ótimas opções para dar um toque especial à decoração de ambientes como salas e quartos.

No entanto, é importante saber conciliar e equilibrar os tecidos para evitar que o ambiente fique muito carregado ou poluído.

Nos casos de tapetes e mantas, as peças felpudas são as ideais!

Tapetes: Procure investir em modelos que harmonizem com os demais itens do cômodo.
O ideal é seguir a mesma linha de estilo dos demais itens da decoração, seja ela mais moderna, clássica ou étnica, por exemplo.
Nos quartos, o ideal é que o tapete seja grande o suficiente para que a cama fique sobre o tapete e sobre espaço para a circulação ao redor. Passadeiras apenas nas laterais ou nos pés da cama também são uma alternativa atraente.

Passadeiras nas laterais ou nos pés da cama são uma alternativa interessante (Fonte: Blog Edge Mendes)
Passadeiras nas laterais ou nos pés da cama são uma alternativa interessante (Fonte: Blog Edge Mendes)

Cortinas: como a intenção é deixar o cômodo aquecido e mais aconchegante, a escolha ideal são por cortinas mais encorpadas e com volume, que garantem melhor isolamento do ambiente.
Os tecidos preferidos para essa época do ano são o linho, shantung, sarja, veludo e algodão, entre outros.

Para essa época do ano, aposte em cortinas mais volumosas e encorpadas
Para essa época do ano, aposte em cortinas mais volumosas e encorpadas (Fonte: Iná Arquitetura)

Mantas: além de elegantes, as mantas são um charme! Coloque-as sobre sofás e poltronas e sentirá a diferença no ambiente.
Estampas com cores neutras são ótimas escolhas nos casos de ambientes compostos por tons mais vibrantes. Já se a sua intenção for deixar o espaço mais descontraído, uma alternativa bacana é investir em estampas geométricas.

Para deixar o ambiente mais descontraído, invista em mantas com estampas geométricas
Para deixar o ambiente mais descontraído, invista em mantas com estampas geométricas. Escolha almofadas macias com tons que combinem com o restante da decoração(Fonte: Decor Fácil)

Almofadas: espalhe almofadas nos sofás, poltronas e camas. Opte por modelos macios, que garantam maior aconchego
Escolha almofadas que casem com seu gosto e os móveis do ambiente em questão.

E então, o que achou das nossas dicas especiais? Seguindo essas sugestões, a sua casa estará preparada para que você possa curtir o melhor do inverno.

Entre em contato conosco hoje mesmo e solicite um orçamento de design de interiores!

Decorar espaços comerciais nem sempre é uma tarefa simples, pois é necessário cumprir as necessidades operacionais do negócio em questão ao mesmo tempo em que permita realçar a essência da marca.

Qual o melhor caminho para deixar clara a sua identidade e chamar a atenção de seus clientes? Confira a seguir algumas sugestões e dicas que irão te ajudar com esse dilema.

Defina os objetivos e a personalidade do seu negócio

É fundamental ter em mente o seu público-alvo e a impressão que você gostaria de causar nas pessoas que frequentarão o seu espaço.

Franquias de restaurantes fast food, por exemplo, não costumam ter entre as suas prioridades a preocupação de oferecer um lugar que garanta muita comodidade aos seus clientes, pois seus clientes costumam passar para um almoço ou uma refeição rápida apenas.

Não é do interesse desse tipo de negócio manter as pessoas por muito tempo, uma vez que isso também pode prejudicar o fluxo de outros clientes.

Defina a impressão que gostaria de passar para seus clientes, isso facilita na hora de pensar na decoração ideal
Esse café, por exemplo, é pensado para um público mais jovem, por isso é super moderno! (Fonte: Franquia Empresa)

Já uma cafeteria, por exemplo, é o tipo de negócio que geralmente tem maior preocupação em oferecer um ambiente mais aconchegante, com diversos lugares para sentar (sofás, cadeiras estofadas, mesas modernas, com tomadas ao lado etc.)

As lojas de roupas geralmente tem maior interesse em atrair seu público por meio do glamour e da autoestima.

Uma ideia interessante é brincar com espelhos e luzes, o que pode contribuir para que a pessoa sinta-se bem consigo mesma, ao mesmo tempo em que isso permite, também, uma melhor visualização das roupas que vestir.

Escolha a fachada ideal

A fachada da loja é o primeiro ponto de comunicação com sua clientela, por isso é algo decisivo para atrair seu público-alvo.

Procure criar uma fachada atrativa e que transmita os valores da sua marca. As cores devem combinar com a personalidade da empresa e com os produtos oferecidos por ela.

Consulte um profissional para te ajudar a criar uma fachada convidativa, que atraia os clientes
Consulte um profissional para te ajudar a criar uma fachada convidativa, que atraia os clientes (Fonte: Depósito Santa Mariah)

Escolha uma paleta de cores e utilize tons que harmonizem entre si para que o visual não fique muito carregado, o que pode atrapalhar a visão do que é vendido.

Locais como lojas de jogos ou livrarias, por exemplo, geralmente tem maior liberdade para fazer da fachada algo mais descontraído e leve, transparecendo bem o espirito do ambiente.

Em todos esses casos são trabalhados elementos da marca que o negócio quer explorar nas experiências com seus públicos, seja através de elementos visuais (como cores e iluminação), ou por meio de sensações táteis, com espaços que trabalham conforto e até mesmo o sentido olfativo.

Se o mercado que você atua permitir um ambiente mais divertido, você pode demonstrar isso através da sua fachada (Fonte: Daily Dream Decor)
Se o mercado que você atua permitir um ambiente mais divertido, você pode demonstrar isso através da sua fachada (Fonte: Daily Dream Decor)

Nesses casos, faz toda a diferença ter o auxílio de um arquiteto! Um profissional dessa área te ajudará a transmitir da melhor e mais atrativa forma possível a essência do seu comércio, com bom gosto e autenticidade.

Entre em contato conosco e solicite hoje mesmo um orçamento para o design de interiores do seu espaço comercial!

Os espelhos se tornaram um item doméstico indispensável em cômodos como banheiros e/ou quartos.

Mas além da sua utilidade prática, espelhos podem ter outras funções, como, por exemplo, na decoração de cômodos, contribuindo com a impressão de expansão de espaços pequenos e gerando maior sensação de conforto.

Eles podem ser utilizados como elementos na decoração de salas de estar e quartos pequenos, banheiros apertados, halls de entrada e na porta de closets, entre outros.

Algumas dicas especiais para você usar os espelhos a seu favor na decoração:

1 – Paredes

Paredes revestidas com espelhos são uma opção irreverente, chamando muita atenção na decoração.

Ao revestir uma parede com um espelho, você gera a sensação de amplitude do ambiente
Ao revestir uma parede com um espelho, você gera a sensação de amplitude do ambiente (Créditos: decorfacil)

Nos banheiros, duplicam qualquer detalhe posicionado na parede adjacente ao espelho. Com o mesmo valor investido você duplica o efeito.

As vantagens são disfarçar cantos indesejados e contribuir com a sensação de amplitude e leveza do cômodo.

2 – Iluminação

Espelhos iluminados passam um ar de modernidade, principalmente em banheiros ou lavabos.

A luz é colocada atrás do espelho, duplicando a sensação de profundidade. Esse é um recurso simples de ser feito, que contribui para deixar o ambiente bonito e elegante. Você pode focar no detalhe de acabamento em 3D, por exemplo.

Para um ambiente mais moderno, invista em espelhos iluminados
Para um ambiente mais moderno, invista em espelhos iluminados (Créditos: decorfacil)

Além disso, os espelhos também podem ser uma boa solução para valorizar cantos escuros dos cômodos. Prefira posicioná-los de maneira a refletir os cantos mais atraentes do espaço, como papel de parede, um móvel diferenciado ou janelas, por exemplo.

3 – Profundidade

Espelhos são a melhor opção quando se pretende aumentar a profundidade de um ambiente.

Apartamentos normalmente tem esse problema com falta de espaço. Uma boa alternativa é instalar espelhos em portas de armário, por exemplo, ou em corredores.

Coloque um espelho no corredor de passagem e aumente a sensação de profundidade do ambiente
Coloque um espelho no corredor de passagem e aumente a sensação de profundidade do ambiente (Créditos: CasaPRO)

Espelhar janelas e partes de móveis também ajudam na sensação de ampliação do espaço.

Está pensando em renovar a decoração da sua casa esse ano? Entre em contato conosco e solicite um orçamento de design de interiores!

O arquiteto tem todas as qualificações necessárias para um acompanhamento de obra, para administrar um projeto e em conjunto pensar na estética da construção.

Ao dar início a uma obra, são analisadas questões legais e básicas da obra, como iluminação, ventilação, etc.

Nem todos os arquitetos costumam acompanhar as obras, mas isso pode acarretar em prejuízo para o cliente, tanto na obra (como atrasos de entregas), quanto em questões financeiras, gerando gastos que não são necessários.

Como o acompanhamento é feito?

O acompanhamento geralmente é feito a partir das etapas de construção.

Antes de a obra ser iniciada, é feito um planejamento com dados necessários para o cronograma financeiro, com a descrição dos materiais necessários e da entrega da obra.

As visitas frequentes à obra são de extrema importância. Sua periodicidade pode variar de acordo com cada obra.

É importante que o arquiteto acompanhe frequentemente a obra, a depender de cada construção
É importante que o arquiteto acompanhe frequentemente a obra, a depender de cada construção

Por exemplo: uma obra com curta duração e cujo prazo de entrega seja mais “apertado” naturalmente demandará mais vistas, talvez até diárias.

Por outro lado, se o prazo para entrega da construção for maior e houver um bom desempenho da obra, as visitas podem ser feitas com menos frequência.

Também é importante verificar o desempenho dos profissionais que estão trabalhando na obra, se estão executando corretamente suas respectivas funções e esforçando-se para que o desenvolvimento da obra siga no ritmo correto para com o prazo da entrega.

Lidando com imprevistos e equívocos

O acompanhamento da obra também é importante em casos nos quais algum detalhe do projeto seja executado de maneira errada.

Caso o arquiteto esteja acompanhando a obra com regularidade, será mais viável apontar qualquer erro ou divergência do projeto original para que o problema seja corrigido a tempo.

O acompanhamento do arquiteto também se faz importante caso ocorram imprevistos ou equívocos (como materiais de má qualidade ou infiltração inesperada, por exemplo) nos quais se faça a necessidade de alterar algum fator do projeto.

Tendo a supervisão recorrente de um profissional da área, esse tipo de problema pode ser corrigido a tempo, sem maiores prejuízos.

Ajudar o cliente a ter seu projeto executado corretamente e da maneira como previsto é uma das principais obrigações do arquiteto frente à obra.

São por essas razões que sua presença e fiscalização constantes do arquiteto responsável pela obra são indispensáveis para que tudo saia como o planejado e, por fim, o cliente esteja totalmente satisfeito com o resultado final de sua construção.

Pretende construir? Entre em contato conosco e solicite um orçamento.